segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Depressão no idoso

A depressão é uma doença que precisa ser avaliada por um médico

De forma geral a depressão pode apresentar os seguintes sintomas:
- Tristeza profunda.
- Desânimo.
- Diminuição importante de interesses e atividades anteriores.
- Alterações no apetite.
- Alterações no sono.
- Dores e mal-estar físico.
- Irritabilidade.
- Dificuldade de concentração e de memória.
A depressão pode causar um forte impacto na relação familiar e afetar a qualidade de vida.

Fatores que facilitam a depressão:
- Doenças físicas e cerebrais.
- Doenças crônicas que levam à incapacidade física.
- Medicação inadequada.
- Perdas financeiras.
- Diminuição do contato com familiares.
- Perdas de pessoas queridas.

O tratamento da depressão:
As depressões moderadas ou graves podem ou não necessitar de medicação. Cabe ao médico avaliar o tipo de tratamento.
Cada pessoa tem uma indicação específica. Para tratar a depressão no idoso pode-se usar formas de tratamento:
- Psicoterapia individual ou em grupo: Ajuda ao idoso a lidar com os conflitos.
- Atividade física: Ajuda a manter o bem-estar físico e mental, melhora o apetite e o sono.
-Terapia ocupacional: Colabora com a socialização e motiva o desenvolvimento de novos potenciais.
Para o tratamento eficaz é importante a participação da família no tratamento.

Revista Premio Abramge de Medicina 2000 saúde terceira idade.

Um comentário:

Catarino disse...

Publiquei um artigo sobre o perigo da depressão nos idosos e usei a imagem do seu blog, coloquei o link para este artigo.
VivercomSaúde